Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

Fúria e Combate em Nelson Rodrigues: uma leitura Nietzschiana

Vestido de Noiva teve o tipo de sucesso que cretiniza um autor. Parti para Álbum de família, que é um anti-Vestido de Noiva. O teatro é mesmo dilacerante, um abscesso. Teatro não tem que ser bombom com licor.”

(Nelson Rodrigues, em Teatro Completo, p. 22 – Org. S. Magaldi) “Atacar faz parte dos meus instintos. Poder ser inimigo, ser inimigo – isso talvez pressuponha uma natureza forte. Ela precisa de resistência, por isso ela busca resistência: o páthos agressivo faz parte, necessariamente, da força, assim como os sentimentos da vingança e da revanche fazem parte da fraqueza.”
(Nietzsche, em Ecce Homo)


Ao debruçarmos sobre a obra de Nelson Rodrigues – ou sobre qualquer outra obra - temos evidentemente um solo próprio que nos perpassa. Somos brasileiros, logo somos, de alguma forma, “cristãos”, pois, é esse o solo-imaginário que domina nossa cultura; mesmo quando se posiciona como “ateu” a luta de negação se dá contra o hegemônico simbolismo do Cristianismo. Somos também, da mesma forma, …

Bacalhoada ou Miojo?

Vivemos tempos turvos onde a desinformação, o fanatismo, o desrespeito e a estupidez proliferam. Uma das coisas mais bizarras que assistimos nesses tempos são os ataques à figura do educador Paulo Freire. Freire, como está amplamente divulgado, possui fundamentais obras, ações e reconhecimento público, não apenas no Brasil, mais em todo mundo; tendo sido inclusive, entre muitas honrarias, incluído na capital da Suécia, Estocolmo, em uma escultura que homenageia os sete pensadores que foram considerados os mais importantes nas décadas de 60/70. Mas isso não impede - aqui no Brasil - o descalabro e a insensatez nesses nossos famigerados dias de fanatismo e estupidez ideológica em relação à figura de Freire. Um amigo meu professor relatou que, acabando de chegar a uma escola nova, foi imperativamente interpelado - à queima-roupa, diga-se de passagem - por um outro "educador":
- Paulo Freire ou Olavo de Carvalho?
Isso seria o mesmo (do ponto de vista epistemológico, fenomenológic…