Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

A lama e o lucro

Antes dessa lama havia um rio
que era bom
que era irmão
que era Doce

Dentro desse rio
corria memória
corria sonho
corria vida

Às margens desse rio
havia história
havia gente
havia arte

E agora,
o que temos?

perdemos memória
perdemos sonho
perdemos vida

a nossa história
a nossa gente
a nossa arte

virou lama
virou lixo
virou luto

Lucro que VALE nada!

Salgado regado à lama

Diante das críticas do posicionamento de Sebastião Salgado diante da tragédia causada pela Samarco/Vale em Mariana/MG, há opiniões sustentando que estão jogando a “reputação” do fotógrafo no lixo injustamente. Aristóteles já avisava que ética não é tarefa de um dia só, mas de toda vida. Salgado construiu sua imagem de bom samaritano humanista ao fotografar refugiados, desalojados e desvalidos, provocando indignação e repulsa aos que viam seus registros. Mas, nota-se - para quem tem olhos de ver - que sua postura é completamente diferente em relação à tragédia criminosa brasileira promovida pela ganância, irresponsabilidade e negligência da Samarco/Vale. Esta empresa, amiúde, é financiadora dos projetos do fotógrafo que - no jargão publicitário - "agregam à marca um capital ético", de responsabilidade e sustentabilidade social, coisa que vemos, agora, ser somente um engodo mesmo. O que vemos e não poderíamos deixar de ver - já que a imagem é clara e colorida - é que Salgado …